Consulta de Rotina – Saiba o porquê da sua importância!

Publicado em 17/05/2021 por Cristina Barroso

Muitas vezes, temos a perceção de que, se o nosso animal está bem de saúde, não há necessidade de o levar ao médico veterinário para uma consulta de rotina, porém, esta visão está errada. Se nós vamos ao nosso médico de família por rotina, porque é que não havemos de levar o nosso animal de estimação?

Muitas vezes, a olho nu parece estar tudo bem, mas, depois de um exame físico cuidado, podemos identificar pequenas coisas que podem fazer a diferença na vida dos nosso animais, por exemplo: um gato com 3 ou 4 anos com tártaro e gengivite, na maioria dos casos, não vai demonstrar dor nem desconforto, pois os felinos são estoicos, mas eles sentem essa dor e esse desconforto; um cão ou gato que ganhou muito peso depois da esterilização, deve ser acompanhado para voltar a ter o seu peso ideal. São pequenas coisas que podem fazer muita diferença na vida dele. 

Por outro lado, quando falamos de animais mais idosos, estas visitas devem ser mais frequentes, pelo menos duas por ano, com realização de análises, ecografia e raio X ao tórax, pois estes animais são muito mais predispostos a ter massas que podem ser assintomáticas durante muito tempo e, quanto mais cedo forem identificadas, mais fácil são de tratar. Outro exemplo muito comum é a identificação de doença renal crónica precocemente: se isto acontecer, conseguimos dar mais tempo de vida com o tutor e uma melhor qualidade de vida, quando comparado com animais que só são identificados com doença renal quando entram em crise aguda. 

Fale com o seu médico veterinário assistente e exponha-lhe as suas dúvidas e preocupações e, em conjunto, definam qual a melhor estratégia para o seu animal em concreto. 

Um abraço à todos e até o próximo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Compartilhe esta matéria!




  • Lives em breve.

  • Assine a Newsletter

  • Translate »